quinta-feira, 28 de julho de 2011

Engenharia, aí vou eu!


Como eu já tinha comentado, eu estava cheia de dúvidas sobre qual curso escolher pra prestar no vestibular. E essas dúvidas só fizeram aumentar a medida que o tempo passava. Eu já tinha alguns cursos em mente, o principal era Engenharia. Mas eu achava que estava insistindo numa área que não era a minha, por diversos motivos: eu me dou bem em várias matérias da área de humanas, tiro notas boas sabe? Já na área de exatas apesar de eu ter uma facilidade maior do que outras pessoas, não me considero um crânio. Por isso e por causa das pessoas ao meu redor dizendo que eu tenho tudo a ver com Direito, acabei me deixando influenciar.
Daí eu ficava pensando: "Será que estou insistindo numa coisa que não é pra mim?" "Será que vou odiar o curso de Engenharia?" "Será que vou desistir como as centenas de estudantes que eu já vi passando na TV que desistiram de engenharia?" "E se eu não aguentar o tanto do cálculo que o curso requer?"
Por outro lado eu ficava pensando: Engenharia é uma área boa no mercado de trabalho, atualmente falta engenheiros no Brasil e aqui em Pernambuco ainda tem o Complexo de Suape com a refinaria, o porto de Suape e todas as outras empresas que estão vindo se instalar aqui, fora as obras pra Copa de 2014! É uma área que tá bombando e meu irmão já tá nessa área, seria bem mais fácil ele me indicar estágios, empregos... Já Direito é beem mais difícil passar (é a 2ª maior concorrência da UFPE) e eu não sei como é o mercado de trabalho nem ao menos conheço ninguém nessa área.
Meus pais não queriam me influenciar e por isso não davam opinião. Minha mãe dizia apenas que me apoiaria em qualquer decisão e se depois não desse certo, eu sairia e tentaria outra coisa. Mas as coisas não são tão simples assim para quem é indecisa como eu. Eu não queria fazer uma escolha ao acaso e seja o que Deus quiser. Por isso tentei me informar o máximo que pude sobre os cursos, os quais eu estava em dúvida. A internet ajudou muito, além da Lusinha pelos toques sobre Direito. Até de um júri simulado eu participei.. foi bem legal, me empolguei, mas para uma decisão mais consciente decidi fazer um teste vocacional com uma psicóloga.
Fiz vários testes de várias áreas e acabei descobrindo que minha área é mesmo Exatas. Na parte verbal eu me saio bem, mas fico na média, enquanto que no raciocínio lógico, abstrato e espacial eu me saio superior a média. A psicóloga também me ajudou bastante com algumas coisas que ela disse, que eu não seria obrigada a abdicar do meu gosto por literatura, arte e música pra fazer Engenharia, depois eu poderia fazer cursos de desenho, música, enfim.. coisas apenas como hobby. O que fez abrir minha cabeça em relação a isso, já que eu também estava achando que ia ficar doida com o cálculo do curso, porque o que o povo fala sobre engenharia na UFPE não é brincadeira..
Na última sessão eu saí de lá super confiante e segura da minha decisão. Farei Engenharia! Eu acho que ia acabar fazendo isso mesmo, mas tirar todas as nóias da cabeça não tem preço. Agora minha preocupação é só com o vestibular.

14 comentários:

  1. Hey Deby ^^

    Huuu casita nova, já add o novo endereço no N.A <3
    Poxa, se todos fizessem como vc (eu eu) não passaria pelo começo/fim rápidos demais.
    Digo, porque eu comecei com Direito e só após "senti" que não era o que eu queria seguir, justamente por ter sido influenciada, na época.
    Hoje faço Pedagogia, mas também sonho em fazer Psicologia.

    Xxx

    :: Loma

    ResponderExcluir
  2. Acho que todo mundo tem essa dúvida quando sai do colégio. Também não sabia exatamente o que prestar até fazer minha inscrição do vestibular.
    O bom foi que você procurou ajuda especializada mesmo e agora tem certeza do que quer. Eu sei que exatas não é pra mim, então boa sorte! =)
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Oi Deby!

    Eu acho que pra voce é melhor engenharia JKERLJTKLERJKTL Mas tu tem que fazer o que gosta né?

    Emocionante? Mas só na época do schummy só o schummy (desde uns 7 anos atrás) ganhava JRLKJTEKRL agora o meu Vettel ganha bastante, mas o Alonso e o Hamilton tbm ganham JGRLKEJTKLE

    Bjonas!

    Fique com Deus ♥

    ResponderExcluir
  4. Poxa, então mete bronca aí com os estudos! Estou na torcida! :)

    http://thaisacorrea.com/b/

    ResponderExcluir
  5. Olá Deby!
    Eu também estava com essa dúvida e - assim como você - busquei saber mais sobre o que eu quero seguir - que é jornalismo. Muitas pessoas dizem que eu vou me dar bem em Direito, mas a maioria concorda que eu tenho cara de jornalista. Vai entender, né?
    Enfim, escolha o que achar que é melhor para você! :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Já mudei seu endereço na lista de links. Adorei como ficou aqui, Deby! :)
    Acho que decidir que curso fazer é uma das coisas mais difíceis mesmo. Não foi fácil pra mim decidir e eu ainda nem sei ao certo porquê. Mas, graças a Deus, deu tudo certo e eu to gostando.
    Fiquei muito feliz por você ter se decidido totalmente! Acho que assim você faz o vestibular bem mais tranquila. Eu sei que não faria nada de exatas, acho que cálculo não é pra mim. HAHAHA Tenho super invejinha de quem vai bem nessas coisas. To torcendo por você, Deby! :)
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Que bom que está decidida e, uau, engenharia não é fácil, mas você vai tirar de letra! ;)

    Eu quando saí do ensino médio sempre quis jornalismo, mas passei por uma crise - a chamada crise dos 18 - e pensei em Publicidade, Direito, Adm, Moda, Pedagogia... AUIHEIUHE depois a crise passou e estou finalmente cursando jornalismo.

    Boa sorte pra você, com tudo!

    ResponderExcluir
  8. Oi Deby!

    Tudo bem?

    Tem post novo no Sugar Dance (:

    Bjonas

    Fique com Deus <3

    ResponderExcluir
  9. Mais uma vez digo que fiquei feliz de poder contribuir na escolha do seu curso de faculdade.
    É uma decisão difícil mesmo, ficamos pensando nas diversas opções e acabamos não tendo o conforto necessário para tomar a decisão, até que tudo se encaixa dentro de nós. Também tive ajuda quando fui escolher o curso de direito. Uma professora de história que me disse que já que eu não queria estudar história - coisa que eu peguei gosto na época do Ensino Médio - que fizesse direito.
    Devo ter comentado com você, mesmo tendo escolhido direito a época do vestibular, tive a certeza de que fiz o curso certo há um ano mais ou menos. E tem dias que a chatice do dia a dia leva-me a pensar "por que escolhi essa carreira mesmo?" É mais reclamação do que sentimento de dúvida ou desistência. :D
    Meu desejo é que dê certo para você também. E acho que você está fazendo uma escolha consciente. Fez até uma pesquisa sobre o mercado de trabalho, outro ponto que deve estar somado a paixão, na minha opinião, afinal, não é paixão que enche o prato de comida. ;)
    Bjitos!

    ResponderExcluir
  10. Escolher o que a gente vai fazer praticamente pelo resto da vida é muito difícil mesmo. Acho que é uma responsabilidade muito grande pra gente tão nova, mas enfim...
    Eu já estou no meu segundo curso. Comecei farmácia e percebi no primeiro semestre que não era pra mim, mas insistiram eu fiquei por mais dois semestres e resolvi que não queria mesmo. Agora terminei meu primeiro semestre de jornalismo e tá tudo lindo, rsrs.
    Que bom que você se informou bem sobre os cursos (isso é super importante!!!), procurou orientação, decidiu e está confiante, realmente não tem preço.
    Sobre o vestibular... Estuda sem ultrapassar seu limite e no dia da prova vai tranquila, que isso ajuda muito. Torcendo por você! =D
    Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Se serve de consolo eu demorei anos pra decidir o que fazer da vida. E te digo mais! Não existe essa história de curso mais fácil ou mais difícil, cada um tem suas dificuldades e complexidades. Vai fundo, garota e boa sorte!

    ResponderExcluir
  12. Oiie Deby,
    eu me lembro quando passei por isso, essa dúvida surgiu pra mim no primeiro colegial, eu não achava que tinha talento pra nada muito especial, e então me apaixonei por publicidade e dentro de publicidade descobri o Layout e ai minha ficha caiu, eu nasci pra ser Designer, e aqui estou eu quase quatro anos depois de ter decidido minha carreira, fazendo a faculdade que eu amo.
    Eu decidi cedo, mas acho que você deve esperar o tempo que precisar, afinal esse é um momento importante da nossa vida, né?
    Boa Sorte!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Nossa.. Eu tbm já fiquei muito indecisa quando fui prestar vestibular. Já quis fazer artes, jornalismo, direito, madicina, rádio e TV, cinema, design e outras.. mas eu decidi mesmo fazer psicologia.
    Algumas pessoas queriam q eu fizesse jornalismo e n psicologia, mas pow.. quem vai cursar sou eu, quem vai passar o resto da vida trabalhando com isso vai ser eu e n os outros.
    É bom sentir certeza no que queres, só pq talvez vc n aguente muito os calculos, n quer dizer q vc vai ser uma fracassada. Em psicologia, por exemplo, eu estudo anatomia, fisiologia, neurofisiologia, e eu odeio a parte de biologicas des do ensino médio, mas isso n me fez desistir do curso, e hj tõ feliz por tá nele. Se n sei caso n der certo, pode dar depois, vc ainda é jovem (como c eu n fosse.. ¬¬)
    bjo

    ResponderExcluir
  14. Boa sorte! Eu sou totalmente o contrário, odeio exatas. Não sou péssima, mas também não sou boa. Passo de ano direto, porque, graças a Deus, tenho facilidade em aprender... mas gravar coisas que eu não gosto? Nunca, nem se eu tentar! hahaha

    Acredita que decidi o meu curso com 12 anos? Desde que minha professora mandou a gente escrever uma matéria jornalística, me apaixonei pela profissão e não mudei mais de ideia. Minha escola contratou esse ano uma empresa muito boa que ajuda e guia os alunos a decidirem seus cursos - mas sem influênciá-los - e acabou que eu optei por jornalismo mesmo =)

    Mas boa sorte para você, aliás, para nós, vestibulandas esse ano. Quero passar pra federal aqui do Rio e também não é fácil, ainda mais que comunicação social é o 3º ou 4º, sei lá, mais concorrido aqui.

    Beijos ;*

    ResponderExcluir