quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

2012, pode chegar!

Podem até dizer que é clichê mas que esse ano passou super rápido, passou, pelo menos pra mim! Parece que foi ontem que eu estava na praia pulando as ondinhas e pedindo pra passar no vestibular kkkkk

Eu não sei vocês, mas eu particularmente gosto de olhar os meus desejos dos anos passado para ver se algum deles foi realizado. E então eu peguei o último post do ano passado e achei isso: "E pra 2011 eu quero muita, mas muita energia positiva, porque será o meu último ano na escola e também o ano que farei vestibular, por isso eu realmente estou com uma grande expectativa pra esse ano. Eu também quero desencalhar, que finalmente o novo cd da Avril Lavigne seja lançado, que o filme de Amanhecer não seja tão ruim quanto foi o livro, que o último filme de Harry Potter seja perfeito, que mesmo eu tendo de estudar muito em 2011 que eu consiga sair também e me diverti e que quando vier os obstáculos eu consiga ultrapassá-los e tire lições deles."

Rs! É até engraçado ver seus pedidos de um ano atrás, você lembra como estava se sentindo no momento, o que pensava e quais eram suas expectativas.. e felizmente eu posso dizer que as minhas expectativas foram superadas. Em relação a coisas boas e a ruins também!
Eu não desencalhei; o cd da Avril Lavigne lançou e apesar de ter gostado mais dos anteriores realmente viciei em algumas músicas; Eu gostei de Amanhecer - Parte 1; Amei o fim de Harry Potter; Mesmo estudando muito, eu sempre achava que não estava estudando o bastante e tiveram vezes que eu realmente desabei, mas consegui superar e acredito que se eu não passar em nada, não ficarei tão desesperada quanto achei que iria ficar. Não saí muito com amigos, mas acredito que me diverti bastante esse ano com meus irmãos, família e no colégio também; 2011 também teve muitos obstáculos, ô se teve.. ma s graças a Deus eu consegui superar todos ou pelo menos a maioria deles e tirei boas lições pra minha vida!

Bom, esse ano é uma ano que eu vou guardar na minha memória, com certeza! Se 2010 foi um ano que eu considerei bem mais ou menos, esse ano de 2011 realmente foi de bastante acontecimentos. Foi o fim de uma etapa da minha vida, já que eu não voltarei mais à escola ano que vem. Concluímos a reforma aqui de casa, demos a volta por cima de muitos problemas que passamos nesse ano. Amizades se estreitaram e outras apareceram...

Em 2011 eu:
  • Curtir muito o carnaval e já tô louca pra o carnaval de 2012 chegar de novo *-*
  • Me estressei, desesperei, chorei, enfim.. tudo por causa do vestibular xD
  • Fui 3 vezes pro Paint Ball que é incrível e eu quero ir mais vezes.. (tô há tempos querendo fazer um post contando como foi e nunca lembro)
  • Passei por um problema familiar que já foi superado
  • Uma amiga passou por problemas e eu senti muito, não está totalmente superado mas vamos dizer que com o tempo se resolverá!
  • Aprendi muito com esses dois problemas supracitados.
  • Li muito pouco
  • Vi poucos filmes
  • Não vi série nenhuma
  • Mas continuei ouvindo muita música e foi assim que viciei em Jessie J
  • Fui ao show da Paula Fernandes
Em 2012 será o começo de outra etapa da minha vida, já que a vida de estudante universitária me espera e daqui a pouco também já estarei entrando no mercado de trabalho. Sei também que perderei o contato com algumas amizades e que consiguirei outras, que minha vida de gado estudante ainda vai durar por um bom tempo, que minhas responsabilidades aumentarão e espero um pouco mais de independência também.

Para 2012 eu quero:
  • Tirar minha carteira de motorista
  • Passar no vestibular e já começar a faculdade
  • Começar um curso de inglês
  • Voltar a fazer aula de violão (nem que seja só nas férias)
  • Ler muito pra compensar o que não li em 2011
  • Tentar manter o máximo possível das amizades
Não vou pedir pra desencalhar pq eu sempre peço isso e nunca acontece então será que se eu parar de falar num acaba acontecendo?! x)  Ah, já que eu falei do show da Paula Fernandes eu também queria ir ao show do David Guetta  que vai ter aqui em janeiro *-*

Então é isso... Um ótimo Reveillon pra vocês, que 2012 seja de muita saúde, prosperidade e paz para todos  nós!!

Tchau 2011!

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

FELIZ NATAL!

Provavelmente não poderei voltar antes do natal, então aproveitei esse tempinho livre que estou tendo para desejar um FELIZ NATAL a todos com muita PAZ, HARMONIA e CONFRATERNIZAÇÃO!


sábado, 17 de dezembro de 2011

Marina - Carlos Ruiz Zafón

Depois de Três Metros Acima do Céu o livro que eu peguei para ler foi Marina. Pra quem ainda não sabe sou fã do Carlos Ruiz Zafón desde A Sombra do Vento que de longe é um dos meus livros favoritos, assim como O Jogo do Anjo. Felizmente depois de muito tempo, a Suma de Letras publicou Marina aqui no Brasil há apenas alguns meses atrás e minha amiga me presentou com tal livro, nem preciso dizer que amei o presente né?!

Marina, apesar do nome, tem como personagem principal Óscar Drai, um menino de 15 anos, órfão, que estuda num internato e que adora passear pela cidade observando casarões antigos. É assim que Óscar acaba entrando num casarão aparentemente abandonado e sem querer rouba um relógio da casa. Dias depois, Óscar volta à casa para devolver o relógio e acaba conhecendo Marina e seu pai, o dono do relógio, Germán. Óscar e Marina logo se tornam amigos e procurando por uma aventura vão à um cemitério escondido. É quando veem uma velha envolta numa capa negra visitando um túmulo sem nome. A partir daí, Óscar e Marina se sentem instigados a desvendar o mistério da velha, do túmulo e de uma imagem de uma borboleta negra que eles sempre encontram pelo caminho. Tem mistério, suspense, morte, amor, amizade, enfim.. tudo que nos faz adorar uma história. E claro, tem como plano de fundo a cidade de Barcelona, a qual, creio que o autor nutre uma imensa paixão por sempre descrevê-la de maneira tão bela. Tanto, que já incluí Barcelona na minha lista de cidades que quero conhecer antes de morrer.

É impressionante como o Carlos Ruiz Zafón conseguiu em um livro "pequeno" em relação aos outros dele, fazer uma história tão envolvente e surpreendente. Logo no início do livro ele nos conta que Marina é o seu livro preferido e que apesar de ser um romance juvenil ele fez com o intuito de encantar pessoas aos 15, 20 ou 40 anos. E em minha opinião ele conseguiu mesmo!

A forma como o Zafón escreve não é novidade para mim, mas é impossível não ficar maravilhada com o jogo de palavras que ele faz ao decorrer de todo o livro. A forma como ele descreve os ambientes, as pessoas, é perfeito! Por vezes eu me peguei lendo e relendo partes do livro. E para confimar isso vou transcrever um trecho:

"Um cheiro fantasmagórico de perfume e madeira velha flutuava nas sombras. O chão, de terra fresca, transpirava umidade. Espirais de vapor dançavam até a cúpula de vidro. A condensação daquelas nuvens sangrava gotas invisíveis na escuridão. Um som estranho palpitava além do meu campo de visão. Um murmúrio metálico como se fosse uma persiana agitada." (Pág 29)

Outras frases que eu anotei do livro:
"O tempo faz com o corpo o que a estupidez faz com a alma. Apodrece."
"A verdade não pode ser encontrada, filho. É ela que nos encontra."
"A mesquinhez dos homens é um pavio em busca da chama."

É ou não é para se apaixonar? ;)

Para quem já leu algum livro dele e tem interesse em saber eu perguntei pelo facebook à editora Suma de Letras se eles têm previsão de lançamento para O Príncipe da Névoa, outro livro do Carlos Ruiz Zafón, e eles me responderam que a previsão é para o ano que vem! \o/

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Simplifiquem!

E o final do ano chegou! E eu gostaria muito de dizer que estou de férias, mas ainda não estou.. :/
Maas não foi sobre isso que eu vim falar aqui, mas sim sobre o fim de ano literalmente. Primeiro de tudo, eu nunca fico com os pés pra cima e só vegetando assim que saio de férias, normalmente isso eu só consigo fazer em janeiro, porque dezembro é época de resolver todas as pedências que não deu pra resolver antes da férias: arrumar a casa pra receber o natal e reveillon, comprar os presentes de amigos secretos e fora as confraternizações de fim de ano!
Minha família sempre comemorou o natal na casa da minha avó paterna, era tradição. Sempre íamos pra lá no natal, fazíamos amigo secreto e tinha a ceia. Só que desde o ano passado o natal passou a ser aqui em casa, já que minha avó se mudou pra um "apertamento" e fica quase impossível caber a família inteira lá.

Há um tempo que o natal ta meio sem graça na nossa família, é sempre a mesma coisa e acabou ficando monótono, então eu, minha mãe e minha prima nos juntamos pra tentar fazer algo inovador pra esse ano: demos uma ideia de amigo secreto diferente, aumentamos o valor dos presentes e estamos investindo na decoração! Isso me deixa super empolgada, porque além de eu gostar de organizar essas coisas de natal também me deixa feliz saber que teremos um natal melhor. O problema é que como em quase todas as coisas que tentamos fazer diferente seja na família ou no trabalho encontramos contestações. Algumas pessoas mostram resistência às novidades e apesar de a maioria apoiar a gente, é uma coisa que nos deixa no mínimo desanimadas. E o principal embate sempre é com mesquinharia, do tipo e pra que aumentar o preço do presente? e se nesse amigo secreto eu ganhar alguma coisa ruim? Eu sinceramente nem ligo muito para o presente em si na hora do amigo secreto, claro que gostaria muito de ganhar uma coisa boa, mas se não, tudo bem.. sempre acontece alguns descontetamentos nos amigos secretos por aí, o importante nessa hora não é o presente em si, mas a brincadeira! Se eu quisesse um presente bom eu nem fazia questão de participar, pegava o dinheiro e eu mesma me dava um presente! Mas parece que ninguém lembra disso nessas horas, mesmo sendo em pleno NATAL!

E o que eu quero com isso aqui? não é fazer um post enorme sobre o verdadeiro significado do natal, mas apenas tentar conscientizar nem que seja o mínimo de pessoas sobre as mesquinharias do dia-a-dia.. Pra quê fazer tanta questão com tão pouco? Temos tanto com o que nos preocupar, para quê render coisas só para fazer nos estressar ainda mais? Eu sempre acho que algumas pessoas rendem demais alguns assuntos que são simples de serem resolvidos, isso chega a me irritar de vez em quando, parece que tem prazer em tentar tirar a paciência dos outros e me respondam: "Pra quê?" Você ficará mais feliz assim? Ficará mais inteligente, mais bonito, mais rico? NÃO! Então não estiquem coisas que podem ser resolvidas com simples palavras, simples gestos em poucos minutos. Então venho com uma proposta ótima para 2012: SIMPLIFIQUEM! Discussões são boas para o crescimento, mas simplifiquem-nas, simplifiquem os problemas, simplifiquem as preocupações, simplifiquem a vida!

E outra coisa, quando uma coisa está ruim, caiu na mesmice ou já não presta mais, troque, mude, inove! Sempre existirão as pessoas "conservadoras" que irão querer permanecer na mesma, essas pessoas acham que é melhor ficar no que você já está acostumado do que tentar uma coisa nova e ficar pior, mas mesmo que fique pior na primeira tentativa, tente denovo e denovo.. um dia irá conseguir o jeito certo! ;)

sábado, 3 de dezembro de 2011

No Floods



Eu nunca pensei que fosse viver longe
De todos que eu amo e dizer adeus
Agora sou a princesa do metrô
Onde todos aqui, eles sabem meu jogo
Mas quando ando pela rua escuto eles falarem
"Lá vai ela, aquela garota louca
Ela pensa que é alguém no mundo"

Então vou fechar meus ouvidos e sonhar
Porque a vida nunca é o que parece
Em todo mistério, há uma verdade
Você sabe, estou dizendo, estou te dizendo

Não importam os relâmpagos ou trovões
Chuvas torrenciais
Você não pode inundar essa cidade

Num mundo desconhecido
Você tem que segurar sua barra
Você não pode me parar
Você nunca vai me parar agora

Em toda rua há uma lembrança
Uma época e lugar onde não podemos estar de novo
Luzes da cidade brilham vermelho, verde e amarelo também
Você deixa os sinais te dizerem o que fazer?
Sim, quando você diz "pare"
Tenha certeza de que vou dizer "vá"
Para as estrelas na terra
Fogo não pode queimar essas mãos

Mas eu simplesmente fecho meus olhos e sonho
Você não pode me negar, minha astronomia
Ei, em todo mistério há uma verdade
Você sabe, estou dizendo, estou te dizendo

Não importam os relâmpagos ou trovões
Chuvas torrenciais
Você não pode inundar essa cidade

Num mundo desconhecido
Você tem que segurar sua barra
E você não pode me parar
Você nunca vai me parar agora

Vá em frente e não acredite
Porque todos precisam de uma forma de respirar
E amor e sonho e você não pode me parar
Não pode me parar

Não importam os relâmpagos ou trovões
Chuvas torrenciais
Você não pode inundar essa cidade

Num mundo desconhecido
Você tem que segurar sua barra
E você não pode me parar
Você nunca vai me parar

Não importam os relâmpagos ou trovões
Chuvas torrenciais
Você não pode inundar essa cidade

Num mundo desconhecido
Você tem que segurar sua barra

(Lady Gaga)