sexta-feira, 22 de junho de 2012

Dando notícias



Oi pessoal, vim aqui só pra dizer que fiz uma ótima prova de geometria analítica hoje. Naquela segunda prova eu tirei 5, ou seja, estou com 8,2 e não tenho mais como passar por média já que teria que atingir 21 pontos, mas como essa prova de hoje foi boa, pelo menos eu vou pra final precisando de pouco. Semana que vem tem mais provas e depois ainda tenho as provas finais, por isso ficarei ausente durante esse tempo. Só vim aqui para agradecer pelo apoio que recebi em relação a analítica, funcionou porque minhas notas melhoraram, mas continuem torcendo por mim porque eu vou precisar ;D  

Beijão gente e bom são joão pra quem não precisa estudar assim como eu!

sábado, 16 de junho de 2012

Meia Noite em Paris


Paris. Quando eu ouvia essa palavra sempre me vinha à cabeça a Torre Eiffel, o Museu do Louvre, pessoas elegantes e chiques. Agora quando ouço essa palavra sempre me vem à cabeça o filme Meia-Noite em Paris. Antes, eu gostaria de conhecer Paris apenas como quero conhecer toda a Europa, agora é um sonho!
Meia-Noite em Paris foi um filme que me encantou, pelas lindas paisagens parisienses, pela história e pela trilha sonora. É um filme relativamente curto com apenas 1h30min de filme e passa tão rápido que a gente fica com gostinho de quero mais. Até meu pai que quase não tem mais paciência pra assistir filmes, assistiu e elogiou muito o filme.




A história é a seguinte.. Gil Pender está prestes a se casar e aproveita uma viagem dos sogros à Paris para conhecer a cidade e conseguir inspiração para terminar seu livro. Numa noite, depois de tomar algumas ele vai para o hotel andando sozinho pelas ruas de Paris, quando percebe que se perdeu e se senta numa escadaria. Pouco tempo depois o sino bate à meia-noite e um carro antigo pára na sua frente com pessoas o convidadam a entrar. Gil fica meio desconcertado mas acaba entrando no carro e é assim que ele se "transporta" para os anos de 1920 quando Paris tinha escritores como Scott Fitzgerald e Ernest Hemingway, sendo a época mais apreciada por ele. Assim, todas as noites à Meia-Noite, Gil vai à mesma escadaria esperar pela sua volta no tempo e a cada vez topa com pessoas como Picasso, Salvador Dalí, enfim!
Com um toque de humor e de uma leveza gostosa o filme conquistou um lugar no meu coração.

Ah, esqueci de comentar, o filme é do Woody Allen, com atuações de Michael Sheen, Rachel McAdams,e com uma participação de Carla Bruni (a cantora e ex-primeira dama da França), sem contar que o principal é o Owen Wilson, que mesmo fora de uma comédia consegue ter carisma o suficiente para esse filme. E eu tenho que falar da Marion Cotillard com uma personagem tão adorável que me fazia sorrir toda vez que ela aparecia!

terça-feira, 5 de junho de 2012

Vivendo e aprendendo!

É engraçado como ao mesmo tempo que a gente começa a sofrer com a péssima qualidade do transporte público, é também quando passamos a aprender mais no dia-a-dia. Antes eu sempre ia de carro pros lugares, só alguns poucos eu sabia ir de ônibus (shopping, casa da minha avó, centro da cidade). Agora eu sei ir pra mais lugares e de maneiras diferentes até, conheci melhor a cidade e tenho mais contato com as pessoas.

Esses contatos às vezes me fazem aprender alguma coisa, como por exemplo: ser gentil e dar lugar a uma idosa, ou a cumplicidade de quem pega a bolsa do outro (é porque é aquela coisa né, eu pego a sua bolsa pra que amanhã alguém pegue a minha). Mas às vezes esse contato nem sempre é agradável, como uma vez que eu estava indo pra minha dentista e ao descer do ônibus tinham 2 mulheres agarradas e um homem no meio delas. No início eu achei que era um abraço coletivo, mas que inocência a minha! As duas mulheres estavam brigando e o homem tentando separar. O homem falava "Solta ela!", e uma delas dizia "Eu não vou soltar essa gaiera não!!" Depois de um tempo o cara acabou conseguindo separá-las, mas aí a mulher continuou gritando "Sua gaiera safada, vá ficar com seu marido e deixe os homens dos outros!", "Tu tas fodida na minha mão" e por aí vai.. Isso, era numa rua ao lado do shopping recife e essa rua é super movimentada, com várias lojinhas, lanchonetes e salões de beleza. Gente, todo mundo da rua tava olhando pra elas, era impressionante, desde o começo ao fim da rua e eu só querendo sair de perto delas, porque eu sempre tenho a sensação de que vai sobrar pra mim kkkkk O problema é que a mulher que estava fugindo da outra vinha na mesma direção que eu, e a outra continuava seguindo ela e gritando "Eu vou te pegar gaiera safada, não fuja não!" Parecia cena de filme, elas arrundiando (andando ao redor) um carro daquele jeito que uma ia pra um lado enquanto a outra ia pro outro. E uma delas tava até sangrando um pouco no rosto já! Foi tenso! Depois a mulher conseguiu fugir da outra e acho que acabou o barraco, eu é que não fiquei pra ver se ia dar em mais alguma coisa.

Na hora eu fiquei nervosa, mas depois saí contando pra todo mundo minha super experiência de presenciar um barraco na rua kkkkk Mas é sério, nunca façam isso! Eu sei que na hora a gente fica fora de si, mas é uma coisa que não faz bem principalmente a quem é a traída, pelo menos eu acho! Se essa pessoa realmente nos merecesse não daria motivo para agirmos dessa maneira.. barraco já é uó e na rua, na frente de todo mundo então.. é uó do borogodó kkkkk 

Outra coisa que me lembrei agora, foi quando eu estava sentada lá atrás do ônibus e a mulher que estava do meu lado começou a falar no celular com a amiga dela:
"Tu não sabe de quem fulaninha tá grávida.." 
"Vou dar uma dica: foi um que eu fiquei"
"Não menina.. oa com essa tu acerta: aquele que é bem gostoso mas que não é nada na cama!" 

Cara, quando ela disse isso eu juro que contei até 10 pra não soltar uma gargalhada, não é que eu fiquei constrangida ou achando ela uma puta nem nada disso, mas é uma coisa no mínimo inesperada de se ouvir . Ainda mais com tanta gente ao redor, e a maioria era homem, naquela hora eu queria ser Edward pra ler os pensamentos de todo mundo dalí kkkkkk Fiquei querendo ver como ela era, mas não achei que seria discreto da minha parte virar pra olhar pra ela naquela hora então resolvi esperar pra quando ela saísse do ônibus e num é que ela era bonita e super estilosa? Além de super espontânea! kkkkkkk

Mas então? alguém tem alguma experiência interessante pra me contar? Tenho certeza que sim vai.. conta aê!