sexta-feira, 31 de agosto de 2012

The Vampire Diaries - 2ª e 3ª temporadas

Eu já tinha falado sobre o que eu achava da primeira temporada aqui. Foi uma das séries que eu mais gostei de postar, porque eu percebi que é uma das que o pessoal mais assistem (e quem não assiste, conhece) e por isso os comentários foram ótimos!


A maioria disse pra eu continuar assistindo porque melhorava muito na 2ª e 3ª temporada, realmente melhorou, mas eu acho que gostei mais da 2ª temporada. As partes com Katherine são ótimas, a Caroline aparece que só (ela é a minha personagem feminino preferida), depois ainda vem Klaus pra fechar com chave de ouro. Já nessa 3ª temporada apesar da história estar mais aprofundada, eu não gostei tanto do desenrolar da mesma. Depois de um tempo eu cansei de Klaus com aquela história dos híbridos, Caroline e Tyler, um dos meus queridinhos, foram um pouco escanteados. Aliás, o que aconteceu com o Tyler? Ainda não entendi..

Eu sei que a série é baseada no triângulo amoroso Damon-Elena-Stefan, mas ô coisinha chata da indecisão de Elena... Também não gostei do último episódio da 3ª temporada(só fui eu?). Eu estava super empolgada porque tinha adorado o penúltimo episódio aí vem a season finale e me joga um balde de água fria.

Uma das coisas que mais me incomodam em Vampire Diaries são as muitas mortes que tem, alguns personagens eu realmente gostava e eles morrem, mas o bom é que novos personagens vão sendo inseridos (ou às vezes os antigos voltam do além u.u) e alguns deles eu adoro mais do que os próprios protagonistas (shame on me!), como a Rebecah, o Elijah, a Dra. Fell.. espero que não me decepcionem com a história deles nessa 4ª temporada.

Só duas últimas coisinhas:

- Elena e Boonie: MORRAAAM! kkkkkk Mas é sério, meu saco já está cheio das duas!
- Damon seu lindo!

Então é isso, quais são suas opiniões e expectativas?
Beijoo :*

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Crise Bloguística


Eu não sei vocês, mas eu sou muito crítica comigo mesma e por isso releio o mesmo post 500 mil vezes. Mesmo depois de ter publicado eu releio várias vezes só pra conferir ou admirar ou até pra me orgulhar (hehe :B). Acontece que eu estava relendo meus últimos posts, daí fui voltando, voltando e acabei indo conferir os de um ano atrás e cheguei a uma conclusão: eu escrevia melhor antes! Eu não sei se é uma coisa boa reler aquilo e ainda gostar de tudo que já escrevi ou se é ruim por ter achado melhor do que as últimas coisas que escrevi por aqui. Me peguei nessa crise existencial e não pude deixar de compartilhar, aliás fiquei curiosa pra saber se só eu tenho essas doidices ou se sou apenas mais uma no formigueiro..

Eu estava tentando achar uma razão para isso e ainda não cheguei à uma conclusão plausível. Mas pensei que poderia ser a falta de trabalho do meu cérebro já que estou desde o início de julho sem estudar ou o tédio, ou então o fato de eu ficar tão afobada querendo escrever sobre mil coisas e acabo não escrevendo sobre tudo que queria e pior, não escrevo bem. É, porque eu já deixei de fazer vários posts que planejei fazer e até alguns que eu já tinha até falado aqui que iria fazer e não fiz. Isso é tão chato, porque eu sinto que não estou cumprindo com as minhas obrigações "bloguísticas" além de não escrever sobre coisas que realmente dariam bons posts. Alguns eu já tinha planejado fazer há um bom tempo, mas ainda fico me martirizando por não tê-lo feito. Aliás, isso me fez ter uma ideia. Acho que vou listar os posts que quero fazer e isso vai ser como um guia pra mim, assim vou poder escrever sobre tudo que já quis, me livro dessa culpa e talvez ainda volte a escrever decentemente.

Posts que eu tinha planejado fazer:

- Sobre o kart;
- Sobre a 2ª e a 3ª temporada de Vampire Diaries;
- Sobre a série Os Instrumentos Mortais (que inclusive eu já reli);
- Sobre minha viagem à João Pessoa (isso é realmente emocionante porque foi a primeira vez que eu saí de Pernambuco \o/);
- Sobre a diferença entre faculdade e escola (eita que essa eu planejei desde o inicio do ano);
- Um top 5 dos lugares que eu gostaria de conhecer, tipo esse daqui, só que só de lugares brasileiros;
- Sobre gírias daqui;
- Sobre Resident Evil e Matrix;
- Sobre alguns filmes que eu vi recentemente;

Foram os que eu consegui lembrar, à medida que eu for fazendo vou riscando. Obrigada pela (não)compreensão de vocês e até um desses posts! ;)

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Yo era rebelde!


Sabe a novela mexicana? e a banda que fazia parte da novela? então.. eu ADORAVA! Agora já não gosto tanto e pra falar a verdade faz tempo que não ouço nenhuma música, mas ainda lembro de algumas e com certeza se colocar o dvd pra tocar vou sair cantando junto.


Não é exatamente uma coisa que eu tenha vergonha de dizer, mas é que sempre tem alguém que faz alguma piadinha ou que me conhece daqueles tempos e fica relembrando e tentando me fazer de ridícula, e disso eu não gosto! Eu fico vermelha por um segundo e depois já solto alguma coisa que essa pessoa também tem de vergonhoso no passado e pronto.. me livro da zoação kkkkkkk

Eu nunca fui de assistir muitas novelas mexicanas, só lembro de uma do anjo que eu acompanhei (não lembro do nome), de Chiquititas e por indicação da minha amiga, fui assistir alguns capítulos de Rebelde e  me apaixonei! Não conseguia mais deixar de acompanhar as brigas do Diego e da Roberta, os chiliques da Mia e todas as intrigas dignas de novela mexicana. E o gosto pela banda veio como consequência. 


Depois eu comecei a juntar figurinhas do álbum de Rebelde, comprava as revistas, acompanhava todas as notícias nos fansites, e.. pasmem! Consegui ir ao show. Fui com a minha amiga que também era fã e a ex-namorada do meu irmão, a única que se dispôs a ir com a gente kkkkk Eu lembro de pouca coisa, mas eu lembro que eu gostei muito e que só me fez gostar mais da banda!

Pouco tempo depois o sucesso foi acabando, a banda se desfez e eu até acompanhei algumas notícias da carreira solo dos ex-integrantes da banda, mas não com a mesma intensidade. E hoje em dia nem escuto mais as músicas, não assisto à Rebelde Brasil da Record (mas confesso que fiquei com vontade de ver o episódio que a Dulce Maria fez participação, só não vi com medo da zoação dos meus irmãos >.< kkkkk).

RBD passou como um furacão na minha vida, causou o maior rebuliço e apenas por pouco tempo, mas deixou boas lembranças..




Eu não consegui jogar fora as figurinhas que eu comprei com meu suado dinheirinho, nem o caderno que eu fiz com tanto carinho, então guardei tudo dentro de uma pasta e de vez em quando ainda pego pra relembrar... não é só da banda ou da novela que eu me recordo, mas daquela época, de como eu era, dos amigos que tinha, tenho boas lembranças desse tempo e essa pasta me faz lembrar de tudo isso.

Esse é um pôster enorme que eu até pendurei atrás da minha porta por um tempo... 

Então, estão chocados? kkkkk não é uma coisa que eu tenha compartilhado por aqui antes, e acho que nunca compartilhei com ninguém essa minha pasta, então sintam-se honrados! xD

Esse post veio da ideia do Volta, Mundo Blogueiro! de fazer uma postagem coletiva e o tema era "Gosto, mas não assumo!", se quiser participar também é só ir no Ideias Coletivas - Volta, Mundo Blogueiro!

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Durante as Olimpíadas..


Eu estou em frente à televisão, jogada no sofá em meio à almofadas, assistindo toda a programação das Olimpíadas quando começa um jogo de vôlei. E em pouco tempo eu já não consigo ficar deitada, e as almofadas que antes serviam para apoiar minha cabeça agora servem para eu apertar de nervoso em algum lance ou para socar quando o Brasil perde algum ponto besta. E aí eu vejo a torcida gritando, aquele bloqueio simples que é simplesmente foda, um ponto de saque, uma bola que demora pra cair causando uma grande expectativa, o técnico gritando, os jogadores se abraçando comemorando um ponto... E aí me vem aquela nostalgia de quando eu jogava vôlei.. do pastel de queijo que eu e meus amigos sempre comíamos antes do treino começar, dos campeonatos que participei, da sensação que é estar jogando com outro time, até dos arranhões no joelho de quando eu esquecia a joelheira em casa eu sinto falta. Eu lembro da sensação que é pegar aquela bola que ninguém acreditava que podia ser pega, ou de dar aquela largadinha que ninguém do outro time conseguia pegar. Até mesmo de quando o professor se irritava com a gente e falava muito palavrão. Lembro dos colégios que eu conheci graças às partidas de vôlei, das pessoas que conheci por causa dele, lembro até do primeiro dia, quando eu não sabia nem dar um toque ou uma manchete na bola. Ai, ai.. dá uma saudade daquele tempo, mas aí eu volto à realidade e percebo que ainda estou no sofá e o jogo de vôlei só está ocorrendo na tv... o jeito é voltar a torcer mesmo, já que não posso estar lá jogando!