sábado, 30 de março de 2013

Tirei minha carteira de motorista


Depois desse post eu deixei as coisas desenrolarem para poder contar a vocês como tudo aconteceu.

Eu não passei de primeira, reprovei na baliza. Não que eu não soubesse fazer, tinha treinado bastante e não só na auto-escola, fiquei treinando aqui na frente de casa mesmo, coloquei umas mesas e cadeiras de plásticos fiquei fazendo baliza com o carro do meu pai. Mas na hora é outra coisa, é muito nervosismo, só quem já foi sabe como é.. Depois da reprovação fiquei super chateada, com raiva de tudo, mas consegui me recuperar e segui em frente, na segunda vez eu passei :D Peguei minha carteira na semana passada e no mesmo dia que peguei já fui até a faculdade dirigindo e voltei dirigindo! Fiz um monte de merda, subi no meio fio, não sei fazer curva direito, me atrapalhava na hora de mudar a marcha e estancava direto, mas agora já tô bem melhor, o negócio é prática mesmo.. até o medo eu já perdi! Agora quando estanco o carro e os outros começam a apitar, penso "Ah, passa por cima!" kkkkkkkk Pelo menos eu consigo ligar o carro mais rápido, porque antes eu ficava ainda mais nervosa por causa dos apitos e demorava mais.
Tô feliz com meu avanço, espero conseguir segurança logo pra dirigir sozinha! Ah e tenho que destacar todo o apoio que recebo, meu pai não é daqueles que não me deixa pegar no carro com medo que eu bata, e confesso que fiquei surpresa com o controle que ele teve pra não ficar gritando comigo. Minha mãe é outra que me dá muita força.. graças a eles que tô conseguindo pegar mais segurança. Na volta da faculdade eu tava super nervosa porque já tava de noite e ia ter trânsito e fiquei o tempo todo mandando meu pai vim dirigindo e ele bateu o pé e disse que quem ia levar o carro era eu. Fiquei tensa, com as mãos suando, mas consegui chegar em casa! kkkkkk

E pra quem tem dificuldade em baliza como eu tive:


kkkkkkkk, meu irmão quem me mandou pelo face, adorei!

Beijos e até mais! :*

segunda-feira, 18 de março de 2013

A cor púrpura


Faz muito tempo que eu não venho aqui e nesses quase 2 meses longe, muitas coisas aconteceram comigo, tanto boas quanto ruins. Eu já tentei voltar de diversas maneiras, mas eu nunca conseguia acabar um post, sempre acabava apagando tudo, achando um lixo e deixando pra outro dia... Só que hoje eu assisti um filme muito bom, um filme que merece ser indicado e que merece ganhar um espaço aqui no meu blog. A Cor Púrpura.
Para quem não conhece, é um filme antigo, de Steven Spielberg, indicado a vários Oscar e bem famoso, eu ainda não havia assistido, mas ultimamente venho locando filmes antigos na locadora, e acabei trazendo este. Eu não fazia a mínima ideia de como era, a única coisa que meu pai me disse foi: "é chocante, mas é muito bom!". Quando cheguei em casa eu li a sinopse e pensei que seria uma coisa, mas foi outra bem diferente, e bem melhor!
A Cor Púrpura não é daqueles filmes que começam devagar e aos poucos vai lhe colocando na história, desde o início a gente já é colocado de frente com cenas tristes, emocionantes e chocantes, mas que em momento algum me fizeram querer parar de ver, pelo contrário, rapidamente eu estava envolvida na história e nem senti as duas horas e meia passando. Eu não vou fazer sinopse, nem resenha, vou apenas indicar o filme para quem ainda não tenha visto, acredito que teve uma graça ainda maior ter sido pega de surpresa e não quero estragar isso a quem ainda não viu.
Apesar de ser um tema que renderia um bom post eu sei que não conseguiria expressar tudo o que eu queria por aqui, tenho medo de acabar estragando.. então fica só na indicação!

"Tudo no mundo quer ser amado. A gente canta e dança e grita porque quer ser amada. Olhe as árvores. Elas fazem tudo que a gente faz para chamar a atenção, menos andar."